sábado, 8 de junho de 2013

Adeus Vô!

Hoje não venho para falar de decoração como vocês sempre vêem, venho para deixar uma ultima homenagem para o meu Avô que faleceu está semana!  



O dia 6 de Junho poderia ter sido um dia comum, mas não foi! Posso dizer que neste dia um pedacinho de nós também morreu, morreu com a partida do meu querido avô Alide Martello, meu segundo pai.  Homem forte, valente, generoso como poucos. Agora entre nós restam somente as lembranças de um exemplo de marido, pai, avô e amigo. Nada mais será como antes, pois ficou um vazio que jamais poderá ser preenchido. 
Por algumas vezes parece que nada disso é verdade, e entramos em sua casa com a certeza de te encontrar lá, é ai que vemos que a cadeira está vazia, e nos damos conta da sua ausência. Em cada canto da casa vemos sua imagem, e as lembranças das conversas, das risadas, dos conselhos tomam conta dos nós e nos causam uma dor imensa! Vô nós te amamos muito e sempre lembraremos de ti como um homem alegre e brincalhão que sempre foi. Está sendo muito difícil para nós a sua partida! 

Adeus Vô!!! Vamos sentir saudades eternamente!






A morte não é nada (Santo Agostinho)


A morte não é nada. 
Eu somente passei 
para o outro lado do Caminho.

Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês, 
eu continuarei sendo.

Me dêem o nome 
que vocês sempre me deram, 
falem comigo 
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo 
no mundo das criaturas, 
eu estou vivendo 
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene 
ou triste, continuem a rir 
daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi, 
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza.

A vida significa tudo 
o que ela sempre significou, 
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora 
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora 
de suas vistas?

Eu não estou longe, 
apenas estou 
do outro lado do Caminho...

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

26 comentários :

  1. Cris! Sei como é triste,a dor é imensa a saudade nos machuca.
    Acabei de perder meu pai tb dia 06 de junho,num terrível acidente.
    Parece que a minha vida parou,não consigo aceitar essa perda,meu pai era tudo para mim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabi! Nossa!! Sinto muito pelo seu pai. Parece mesmo que a vida para, que nada tem graça, meu vô sempre morou aqui ao lado, convivemos a vida toda com ele, e sempre muito brincalhão com os netos, é uma dor que machuca demais! Quando me dou conta que nunca mais vou ver ele é terrível :(

      Excluir
  2. Oi Cris!
    Meus sentimentos!
    Que Deus conforte o teu coração e de sua família...
    Perdi meus avós maternos quando eu era criança, senti muito por isso, mas o importante são as boas lembranças que nunca morrem em nosso pensamento.
    As pessoas que amamos não morrem, apenas partem antes de nós!
    Beijão!

    "Construindo Minha Casa Clean"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Grazi!! Obrigada pela força!! Com certeza vai ficar sempre vivo em nossa memória!!

      Bjos

      Excluir
  3. Oi Cris.
    Senti essa mesma dor a uns 03 anos atrás quando perdemos a minha avó adorada!!!
    Morava em Fortaleza e na época estava de mudança para o Sul.
    Me despedi dela em fevereiro de 2010.
    E todo o tempo em que fiquei longe sempre que conversávamos dizia a ela que logo, logo, assim que me firmasse na cidade iria trazê-la para passear e o quanto ela iria amar o frio, que queria vê-la de botas, o quanto a paisagem daqui era bonita, e tals ...
    Lembro que ela ria tanto, dava cada aquela rizada gostosa!
    Ela sempre morou no sertão, sabe?
    Nunca conheci uma mulher como ela, sempre humilde e simples.
    Imagina só o quanto ela iria ficar feliz de visitar um lugar tão diferente de tudo o que ela conhecia!!!
    Mas infelizmente não tivemos tempo!
    Ela teve um AVC em junho do mesmo ano!
    E eu tive que voar o mais rápido que pude para me despedir dela!
    Quando cheguei lá, no hospital ela estava sendo mantida apenas pelos aparelhos.
    Tive os últimos minutos lá, segurando sua mão, pedindo desculpa por qualquer coisa que eu tenha dito a ela, lembrando dos bons momentos, ...
    E fui para casa.
    A noite, no mesmo dia ela se foi!
    E parecia que estava indo um pedaço de mim.
    Bjos para você e muita força!!!

    Desculpe o desabafo!
    Se cuide.

    A REFORMA DO APÊ 504

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cemárly!
      Sinto muito pela sua vó!

      Ela iria adorar o sul né!! Ainda mais que sempre viveu no sertão, no calor, é triste fazer planos e ficar ansiosa esperando acontecer e de uma hora para outra acabar tudo, é difícil de intender e de suportar! No teu caso que foi AVC é um choque maior ainda pois AVC não da aviso, meu avô fazia 30 dias que estava de cama, ele tinha alzheimer, e nos últimos 7 dias estava na cti por causa de uma infecção generalizada gravíssima. Mas por mais que a gente visse ele assim, ainda tinha aquela pontinha de esperança de que ele ficasse bom e voltasse para casa, mas não foi assim!

      É muito triste perder as pessoas que amamos!

      Bjos querida!

      Excluir
    2. É verdade, a esperança sempre existe!
      Lembro de uma cena triste e desesperada em meio a tudo o que acontecia!
      Meu pai, que tinha ela como mãe chegou em casa com uma cadeira de rodas falando pra todo mundo com um sorriso e lágrimas nos olhos que assim que ela saísse do hospital ele iria levar ela pra passear na cadeirinha nova dela...
      Ele, tadinho, ficava falando uuuuuuuuuu... e fazendo a cadeira dar voltas...
      Estava perdido, sabe Cris!
      Naquela noite ela se foi!
      Bjos e quando puder me visita lá no Apê tá?
      Adorei conhecer seu cantinho!!!
      Bjos!!!

      A REFORMA DO APÊ 504

      Excluir
  4. Oi Cris, fico triste por ti, sei o quanto é difícil e o quanto dói, mas a vida é assim mesmo, tenha força e fé!Sei que neste momento não é fácil mas te desejo tudo de melhor e que as lembranças boas dele sempre se mantenham vivas dentro de ti!Bjss Dani
    http://minhaminimansao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Dani! Obrigada pelo carinho, é muito difícil mesmo, parece cada dia pior... mas sei que um dia não irá doer tanto, e vai ser uma lembrança boa!!!

      Bjos

      Excluir
  5. Oi, Cris Meus Sinceros Sentimentos. Deus conforte você e sua família.


    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Cris!
    Sinto muito por seu vozinho...
    Até hj me dói a falta do meu, q tb foi um exemplo de pessoa.
    E minha vó por parte de mãe, então, q tem pouco tempo q se foi? Nossa! A ficha ñ cai..
    Mas relembramos vários momentos com eles com muita saudade e pouca tristeza!
    Pessoas q foram felizes conosco, só deixam lembranças boas!
    Fique forte!
    Bjos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Dani! É bem isso, a ficha não cai, parece que uma hora a gente vai acordar e ele vai estar lá de novo :'(

      Obrigada pelo carinho!

      Bjs

      Excluir
  7. Cris, não há nada que eu escreva aqui que vá preencher o vazio que você e sua família estão sentindo... mas olha Deus e o tempo vai transformar tudo isso numa saudade muito gostosa e muito intensa! Sabe pq?? Pq todos nós temos o nosso tempo de amar e ser amado aqui, de deixar lembranças boas nos corações das pessoas. Minha "vovis" lá de MG, simples de tudo, falava várias palavras ao seu modo... faleceu assim tao já! Hoje, depois de alguns anos, compreendo a sua partida, agradeço a Deus por ter tido privilégio da sua companhia, pelas lembranças boas... os sentimentos bons, e por ela ter e dado tanto da sua simplicidade! Direto me pego lembrando do modo como ela falava certas palavras, de como gostava das plantas, o seu respeito à natureza, a sua Fé... e dá uma saudade gostosa, sem a tristeza inicial! O tempo minha flor, vai te dar todo o conforto que você precisa!
    Muitos beijos,
    Fica em paz!
    Fica com Deus...
    Fiquem Bem
    Qualquer coisa estou lá no ninho!

    Fran Fran

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Fran, o carinho de vocês, os depoimentos dão um apoio nessas horas, nada muda essa dor, mas algumas palavras confortam um pouco o coração! Obrigada pelo carinho querida!!

      Bjs

      Excluir
  8. Que Deus conforte te conforte nesta partida... perder um ente querido é dolorido no começo, mas Deus tambem nos ensinou a se conformar e sentir apenas saudades... uma saudade boooooa e gostosa! Ontem falava com minha mãe sobre a saudade que tenho da minha bisa (ela faleceu em 98) e até hj faz uma falta! Que você e sua família recebam este conforto. Bjaum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Sessa! Um dia ele será somente uma lembrança boa e a saudade não irá doer tanto, mas por enquanto é muito triste, a ficha não caiu ainda :(

      Por mais que a gente saiba que ele descansou, que não sofre mais, mas a saudade é grande!

      Bjos querida!

      Excluir
  9. Cris, espero que Deus te conforte e a sua família também!
    nunca é fácil perder quem a gente ama, mas a vida é assim... alguns vão embora entes que os outros... adoro esse texto de Santo Agostinho que vc postou e acredito em cada palavra... o espírito não morre, apenas fica em um plano diferente do nosso!

    Beijosss.
    Mi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Santo Agostinho é o máximo, imprimi esse texto para minha vó ela adorou, parece que ficou mais feliz!
      Obrigada pelo carinho flor!

      Bjs

      Excluir
  10. Só o tempo para amenizar essa dor e ficar só saudade boa.
    Seu avô se foi, cumpriu sua missão aqui. Ficam seus ensinamentos e exemplo.
    Não consigo me acostumar com a morte!!
    bjs, Cris.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Ana, eu também não, eu não lido bem com perdas, despedidas, essas coisas... fico triste por muito tempo, acho que até mais que as outras pessoas, vejo os outros se acostumarem com a ideia mais cedo e eu ali ainda com aquela dor! Por fora a gente não demonstra, mais por dentro ainda doi :(

      Bjos

      Excluir
  11. Já passei por isso várias vezes, a começar por meu pai, 1 semana depois do meu aniversário de 14 anos. No primeiro momento, dói. É inevitável. Mas se essa dor não for alimentada, com o tempo ela some, e o que fica são as lembranças doces. Quando lembro do meu pai e de outras pessoas queridas que não estão mais entre nós, não choro. Sorrio. E fico feliz de ter a chance de ter vivido momentos bons com ela.
    Força, Cris. Fique com Deus.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju!! Nossa!! Sinto muito pelo seu pai! Meu avô é a primeira pessoa mais próxima que eu perdi! Meus avós paternos faleceram quando eu ainda era bebê então não lembro deles, mas meu avô morou a vida toda no terreno ao lado de casa, passamos a infância toda com ele, sempre muito brincalhão! Não tem como não sentir uma dor enormeeee!! Mas um dia sei que vou conseguir lembrar dele sem sofrer tanto!

      Bjos flor

      Excluir
  12. Oi Cris, que chato essa perda.. sei como se sente!!Lamento muito por e sua familia...
    bjos no coração viu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pati! É muito ruim mesmo! Obrigada pelo carinho!

      Bjos

      Excluir
  13. Cris meus sentimentos e que Deus possa confortar o coração da sua família... perder as pessoas que amamos é sempre muito triste.

    Bjos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e por seu comentário!
Beijos *-*